O ensino médio público brasileiro teve a maior alta no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) desde que a avaliação começou a ser feita com a atual metodologia, em 2005. De 2017 a 2019, as escolas de ensino médio estaduais tiveram um salto de 0,4 ponto no índice – de 3,5 para 3,9. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (15) pelo Inep (Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira). Consulte a situação do seu município aqui http://ideb.inep.gov.br/

O Ideb, que examina a qualidade de ensino das escolas no Brasil a cada dois anos, é obtido a partir de um cálculo que leva em conta dois fatores: uma avaliação dos alunos nas disciplinas de português e matemática, chamada Saeb (Sistema de Avaliação da Educação Básica), e a taxa de aprovação dos alunos informada pelas escolas.

Antes, o aumento mais expressivo registrado para escolas de ensino médio estaduais havia sido de 0,2 ponto (entre 2005 e 2007 e entre 2007 e 2009). Nos dez anos entre 2007 (quando o resultado foi de 3,2) e 2017 (com índice de 3,5) tomados em conjunto, o crescimento foi mais baixo, de apenas 0,3 ponto.

Goiás e Espírito Santo foram os estados com os melhores índices para o ensino médio estadual: 4,7 e 4,6, respectivamente. O Paraná foi o que teve o maior crescimento, de 0,7 ponto, passando de 3,7 para 4,4. (Por Leonardo Desideri, da Gazeta Do Povo)